Your Trusted 24 Hours Businext Service Provider !

Notícias Itep

Cerca de 80 pessoas lotam auditório do CEPENE para primeira Oficina de Diagnóstico do Programa UC Pernambuco

Cerca de 80 pessoas lotam auditório do CEPENE para primeira Oficina de Diagnóstico do Programa UC Pernambuco

Sucesso absoluto! Essa é a expressão mais adequada para definir a primeira Oficina de Diagnóstico Socioambiental promovida pelo Programa UC Pernambuco. O evento, realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), aconteceu nesta terça-feira (07), no Centro de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Nordeste, em Tamandaré, e contou com a participação de cerca de 80 pessoas, que lotaram o auditório do CEPENE. Junto com a equipe do Programa, discutiram sobre a realidade de seis Unidades de Conservação (UCs) do Litoral Sul, localizadas nos municípios de Tamandaré, Sirinhaém, Rio Formoso, Barreiros e Ipojuca.

Os trabalhos no “Agrupamento Litoral Sul”, que estão sendo executados pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), de forma articulada com o Instituto Recifes Costeiros (IRCOS), contemplam a Área de Proteção Ambiental (APA) de Guadalupe, APA de Sirinhaém, APA Marinha Recifes-Serrambi, APA Estuarina do Rio Formoso, APA Estuarina do Rio Carro Quebrado e a APA Estuarina dos Rios Sirinhaém e Maracaípe. No caso da APA de Guadalupe, que já possui Conselho Gestor e Plano de Manejo, será realizada a atualização do diagnóstico socioambiental e do instrumento de gestão, enquanto para a APA Marinha e a APA de Sirinhém serão elaborados os Planos de Manejo. Já para as APAs Estuarinas será realizada, apenas, a etapa de diagnósticos.

Entre os participantes da Oficina, envolvidos direta e indiretamente com as UCs, estavam moradores, pescadores, agricultores, empreendedores locais, ambientalistas, pesquisadores, lideranças comunitárias, gestores e entidades representativas do poder público e da sociedade civil. Preocupados com a conservação da natureza e, consequentemente, o aumento da qualidade de vida nos seus municípios, eles disponibilizaram informações preciosas que vão subsidiar a equipe do Programa para fazer um levantamento mais encorpado das principais características socioambientais, assim como as problemáticas e potencialidades de cada UC.

Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti, a realização das Oficinas Participativas pode dar vazão e aproveitar toda a experiência de quem vive, de quem trabalha e de quem produz nas áreas estuarinas, nas áreas de proteção ambiental e nas áreas costeiras de corais que englobam essas UCs. “Essa troca de informações vai dar mais subsídio, que se somarão aos dados primários e secundários fornecidos pelas nossas universidades que, constantemente, fazem pesquisa sobre o assunto”, acrescentou.

ALDEIA – Nesta quinta-feira (09), no Auditório do Parque dois Irmãos, a partir das 8h30, será a vez do Programa UC Pernambuco ouvir e discutir com os atores sociais envolvidos com o Agrupamento Aldeia, que envolve o Refúgio da Vida Silvestre (RVS) Mata de Miritiba, localizado em Abreu e Lima, e a APA Aldeia-Beberibe, que abrange os municípios de Recife, Camaragibe, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Araçoiaba, São Lourenço e Paudalho.

Os resultados dessa oficina subsidiarão a atualização do Plano de Manejo da APA Aldeia-Beberibe e a elaboração do Plano de Manejo do RVS Mata de Miritiba. Os interessados em participar do evento devem enviar e-mail para ucpernambuco@gmail.com. A execução do Programa UC Pernambuco é do Itep e, neste agrupamento, conta com a parceria do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN).

Seguindo a orientação do Decreto nº 51.864/2021, será exigida a comprovação de vacinação contra a COVID-19 a todos os participantes. Serão aceitos o comprovante emitido pelo Conecte SUS ou por outra plataforma oficial relacionada à Secretaria de Saúde do Estado ou dos Municípios, ou a caderneta ou cartão de vacinação emitidos pelos órgãos governamentais.

PROGRAMA – O Programa UC Pernambuco é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) e recebe recursos provenientes da compensação ambiental arrecadados pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), órgão responsável pelo gerenciamento das Unidades de Conservação no Estado. O objetivo é a promoção de soluções integrados no que diz respeito à gestão ambiental de UCs. Ao todo, serão contempladas 47 unidades, distribuídas por 35 municípios, localizadas em áreas dos biomas Caatinga e Mata Atlântica e ecossistemas associados, que estão divididas em agrupamentos para execução do Programa.

 

 

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping